Samoieda – Tudo sobre a raça

Samoieda tudo sobre a raça

Samoieda – Tudo sobre a raça

As sociedades errantes utilizaram essa raça há aproximadamente cinco mil anos, na Sibéria, apesar de existir outras versões acerca da origem da espécie Samoiedo. De acordo com os documentos, essa espécie apenas podia ser vista em meio a essas tribos, acarretando, deste modo, a sua nomenclatura. Estes povos utilizavam esses cachorros para puxar trenós, capturar e para o trabalho no campo.
Os primeiros cachorros da raça Samoiedo chegaram em terras inglesas entre o período de 1870 e 1909, entretanto nem todos cães eram de pura raça. Afirmam que a Soberana Alexandra apreciou tanto da espécie que fez muito para poder promover a espécie em seu país. A realidade é que ainda há a possibilidade de ser vistos descendentes dos cães da rainha nos pedigrees recentes.
O Grão-Duque da Rússia, Nicolau, obteve de presente um Samoiedo, e essa espécie alcançou a América no período de 1906. Em razão de sua belíssima aparência, sua personalidade agradável e sua energia como um cão puxador de carroças, o Samoiedo vem aumentando a sua fama.

Características Físicas do Samoiedo

Essa é uma espécie que se aparenta muito a um brinquedo de pelúcia, seu porte é bastante robusto com uma musculatura bem formada, seus membros são redondos e achatados com um forramento peludo bastante espesso, a cabeça é de aspecto de cunha com os olhos profundos, orelhas de tamanho médio bem afastadas entre si em um posicionamento vertical e o nariz é de tamanho médio com uma tonalidade escurecida.
Seu rabo tomba para qualquer lado, o pelo dele é bem denso e bastante belo. Sua fisionomia chega a ser hilária: no momento em que olhamos para o Samoiedo, temos a impressão de que ele está permanentemente gargalhando!
Seu pelo é extenso, macio, alisado e levemente volumoso. Sua cor habitual é o branco puro, mas somos capazes de percerbê-lo em outros matizes: branco palha, amarela, amarelada e branco, preto e branco e branco e pardo.

Temperamento do Samoiedo

Samoieda tudo sobre a raça
Esta raça é bem extrovertida, fazendo o que pode com o intuito de deixar todos de fora e sua família constantemente contentes! Ele tem o costume de seguir o dono para todo o lado, e irá querer inclusive deitar bem perto. As pessoas mais velhas apreciam essa raça, pois ela possui uma capacidade em agradá-los e deixá-los mais alegres e, principalmente, sendo uma amizade pelo resto de sua vida.
Ainda que dócil, é imprescindível que o Samoiedo faça atividades físicas frequentes porque é um cachorro familiarizado com o serviço pesado. Não é aconselhado mantê-lo preso em coleiras ou dentro de casa ou pequenos apartamentos. Se estressados, eles podem se tornar bastante destrutivos, mais barulhentos, mastigadores de objetos e que vão cavar para todos os lados que estiver ao seu alcance.
Esses cachorros não são facilmente educados, são teimosos e mais predispostos a tracionar trenós do que ser mantido em coleiras, contudo por gostarem de agradar o proprietário, vão assimilar ao longo dos dias.
Esta raça possui a tendência de ser dominante e são capazes de não se dar bem com outros cachorros domésticos!

Vantagens em se ter um Samoiedo

Esta raça é bastante dócil, sensível, afetuosa e bastante sagaz! Encantar o proprietário e todo mundo a sua volta é um grande costume que este cão tem.
Esse cão possui a tendência de ser muito tranquilo dentro da habitação e vai desejar estar perto do proprietário toda hora, um forte sinal de seu excepcional afeto e amor.
Se você receber muitos hóspedes em casa, não vai precisar esquentar a cabeça em prender o cão! Samoiedos são bastante afetuosos até com desconhecidos, eles serão atenciosos com os hóspedes dos donos.
Essa raça se conserva bastante higiênica por vários dias, ainda que sejam cachorros basicamente alvos e bastante peludos. Além disso, não geram cheiros característicos de cachorros por causa da falta de glândulas subcutâneas. Em outras palavras, a economia com a limpeza do cachorro será bem alta!

Pontos fracos do Samoiedo

Samoiedos carecem de exercícios físicos todos os dias, já que são cachorros bastante ativos e habituados com trabalho árduo, para se conservarem serenos.
Esses cães são bastante dóceis, logo, se você carece de um cão sentinela, jamais adquira o Samoiedo.
Eles são divertidos, entretanto são capazes de ser do tipo travesso “teimoso” e se tornam indomáveis, não obedecendo aos comandos dados pelo dono.
O Samoiedo é um cão bastante dominador, não é adequado ter outros animais domésticos junto do Samoiedo, especialmente gatos! Porém, se possuir um outro espécime em sua moradia, adestre o Samoiedo desde novo para respeitar os amigos.
Este cachorro não se ajusta com muita facilidade a temperaturas bastante altas, isto se deve à sua origem nórdica, ou seja, a climas mais frios.
O Samoiedo possui o costume de largar muito pelo ao redor da casa devido a sua troca de pelo.
Alguns problemas de saúde são normais a raça – olhos com coloração estranha, orelhas tombadas, ossatura irregular, jarretes de vaca acentuados, sinuosidade nos pelos, propriedades do sexo não determinadas, displasia coxofemoral, surdez, nanismo e atrofia contínua da retina.

Como cuidar de um Samoiedo

Somente possua um Samoiedo se você possuir bastante energia e disposição para isso, vá se divertir com ele ou fazer o seu Samoiedo correr por um tempo, uma vez que esse cão tem necessidade de despender sua energia diariamente, isto é, caso você seja desanimado não adquira um Samoiedo! Um ótimo treinamento ainda será necessário com o intuito de deixar o cachorro mais disciplinado.
Se você tiver outros espécimes no lar é indicado que o proprietário ensine o Samoiedo desde novo com o propósito de que ele se torne sociável com os demais animais de estimação.
O Samoiedo é um cão extremamente teimoso e desobediente, o que o torna bem difícil de colocar limites: ele vai desejar ficar dentro do lar e você irá se esforçar para conseguir domesticá-lo, então o treinamento deve ser feito o mais cedo possível! Outra questão relevante é escovar a pelagem do cachorro entre duas a três vezes semanais com a finalidade de evitar que a pelagem fique espalhada ao longo da casa.
Porém, eles são bem apegados com o seu proprietário, necessitando de bastante carinho, cafuné e atenção.

Filhotes de Samoiedo

Os filhotes desta raça são plenamente “bolinhas peludas” que amam amamentar e dormir um pouco! Todavia não pense que este ciclo é demorado: em no máximo 10 semanas eles podem estar aprontando e sendo exímios “desbravadores” pra todo o lado. É nesse período que o dono deve começar a treiná-lo a fim de que as ordens se tornem mais comuns para o cachorro. Nesta fase ele se encontra mais pronto, já que é a época em que ele se identifica com a espécie que pertence e entra em uma etapa de socialização com os humanos. O condicionamento precisa de ser mais enfático depois dos três meses, porque nesta fase o Samoiedo permanece mais “autoritário”, logo sendo mais difícil ensiná-lo. Passados um ano, o cachorro já toma uma postura mais adulta e expande a eficácia de aprendizagem, o tratador tem que fortalecer o adestramento nessa fase a partir do momento que eles se tornam mais agressivos.
Um filhote apropriado necessita ser divertido e bastante animado. Quanto às suas características físicas, é essencial possuírem olhos castanhos e lábios pretos e com um “sorriso” característico da espécie. Quanto às orelhas, não esquente a cabeça, elas só se levantarão depois dos três meses de vida. A cauda assenta sobre seu dorso depois dos dois meses.

Curiosidades acerca do Samoiedo

Samoieda tudo sobre a raça

Ele é visto como o cachorro nórdico mais disciplinado já visto, ele é muito agitado e estressado, visto que ele está constantemente cavando algo, quando está nesse estado emocional.
No início da criação dos Samoiedos, os primeiros cachorros que foram importados para a Inglaterra não eram completamente brancos. A maioria era de uma coloração canela e levemente menor que a espécie genuína. Alguns destes exemplares eram oriundos de tribos errantes.
O primeiro clube especializado na espécie se originou no ano de 1920, e existe até os dias atuais; e, verdadeiramente, as primeiras importações suscederam-se no ano de 1893.
Ao longo das tempestades de neve, é comum observarmos Samoiedos usando o rabo peludo para tampar o focinho.
A curvatura de seus lábios dá a sensação de estarem sempre “sorrindo”..

Deixe uma resposta